Turismo Radical

Rota da Aventura

A seguir uma aventura emocionante vivida pela Atleta de  Stand Up Paddle Race e Wave, Carol Barcellos e Felipe Braga , mais conhecido como Mano Preto, que construiu artesanalmente a sua Canoa e trouxe-a de Jeri a Fortaleza em uma aventura fenomenal direto  paras as águas do litoral Cearense, entre a Beira Mar de Fortaleza e a linda praia do Cumbuco! Curta e leitura  desse relato que marcou a história da Canoagem no Ceará!

O Ceará é conhecido pelos ventos fortes que dominam o litoral durante boa parte do ano e tem uma posição privilegiada da costa em relação às correntes e direção de vento para os amantes de esportes movidos a essa energia.  Todo ano ocorre na “raia” entre a beira-mar da capital Fortaleza e a famosa praia do Cumbuco o desafio W2 Downwind, esse ano inovando com 3 provas denominada Tríplice Coroa.

JERI/FORTAL DE  QUADRICICLO

Sabendo disso, os amigos Felipe Braga conhecido também por “Mano Preto” e Alexandre Dantas que residem em Jericoacoara resolveram iniciar a navegação por terra através de uma aventura de quadriciclo rebocando a canoa Oc2 roots e as pranchas de Sup 8 e 14 pés de Jeri ao Cumbuco. Foram 300 quilômetros percorridos em 11 horas rodando a maior parte pela beira da praia e também por rodovias com e sem pavimentação.

No sábado, 14 de outubro, dia da principal prova da Tríplice Coroa, os aventureiros se juntaram ao grupo de atletas e partiram para encarar os 30 km do Iate Clube de Fortaleza até a  barraca Duro Beach, no Cumbuco, ponto de chegada da prova. 

 

 Alexandre foi com seu Sup 14 pés e estava remando muito bem quando seu remo quebrou e ele teve que abandonar a prova nos primeiros 6 quilômetros. Felipe convidou a amiga e atleta de sup wave Carol Barcellos para acompanha-lo nessa odisseia pois a princípio ele iria sozinho remando na Oc2 e mesmo chegando de última hora, Carol topou a missão e partiu com o “Mano Preto” em uma remada histórica e divertida. O tempo programado para a travessia era de pouco mais de 5 horas e com uma navegação perfeita em 4 horas e 25 minutos a Oc2 chegou ao objetivo com os dois remadores felizes e satisfeitos. Foi a primeira vez que Carol remou em uma Canoa Oc2 e as orientações e incentivo de Felipe Braga fizeram total diferença nessa parceria.

“FINISHER”

Logo após a chegada aconteceu a cerimônia de premiação do Evento e para surpresa de todos, o organizador João Castro, reconheceu a aventura dos tripulantes da Oc2 e os presenteou com a medalha de “Finisher” do Evento, mesmo estando ali apenas para se divertir, se superar e aproveitar as nossas condições clássicas de downwind dessa raia.  Pela aventura e o imprevisto com o remo, Alexandre foi contemplado com a inscrição garantida para a próxima edição do W2 em 2018.

Entretanto, a brincadeira não terminava ali. O caminho de volta aguardava a dupla de Jericoacoara.  O percurso pela beira da praia depende da altura da maré, imprescindível que a maré estivesse seca em alguns pontos, assim programaram para sair no período da tarde e aproveitaram o dia para conhecer a praia de Icaraí e a casa dos Ventos, point de Kite Surf, Surf e Parapente.

ODISSÉIA DE CANOA!!

A partida se deu às 16 horas pela praia até o Paracuru, por rodovias até a Lagoinha e novamente pela praia até o Mundaú, onde pernoitaram aguardando a Balsa para seguir na segunda-feira pela manhã. Após algumas horas de mais praias, balsas e rodovias, os guerreiros Alexandre Dantas e Felipe Braga chegaram Jericoacoara com mais uma aventura para a conta e milhões de histórias para contar.

A Tríplice Coroa do W2 Downwind tem competições de Sup com pranchas Race, 14 pés e Unlimited, Canoa Oc1 e Surfsky. Grandes nomes desses esportes estavam presentes como Luis Guida Animal, Gustavo Ratones, Mario Cavaco, Ivan Mundim, Claudio Chain, Cauê Serra, Dave Macknight, Marcela Carrocino, José Marcos Mendes, entre outras feras.

O Alexandre Dantas já está garantido na próxima edição do W2 Downwind, quem será o próximo?

Aloha!!

        Texto: Ana Carolina Barcellos 

Atleta de Stand Up Paddle nas modalidades Race e Wave, Bi
Campeã Cearense de Sup Race (Fun Race), Campeã Cearense 2014 de Sup
Wave, 4ª Colocada no Ranking Nacional amador de SupWave e 5ª Colocada no
Ranking Profissional Feminino de SupWave, geóloga, amante e grande
incentivadora do SUP;

@carolgeol

 

Esse artigo foi patrocinado por: Surf Brasil

 

Compartilhar Agora!

Booking.com

Fique Atualizado

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente nossas atualizações

Artigo AnteriorPóximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com